Diplomacia Geopolítica

Loucura diplomática

Por Pedro Paulo Rezende

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, subiu o tom do seu discurso em relação à República Popular da China. Sem nenhum pudor diplomático, atacou uma cláusula pétrea das políticas externas e internas do país asiático, respeitadas pelas administrações anteriores, inclusive de Donald Trump. Este ponto é a ideia de que existe apenas um representante legítimo do povo chinês (leia mais aqui) e que a ilha e o continente integram uma mesma nação. Os norte-americanos sempre reconheceram a existência de apenas uma China e priorizam as relações com Beijing desde 1979. Para Biden, a competição com Beijing como o maior desafio de política externa de sua gestão. Em seu primeiro discurso ao Congresso, ele prometeu manter uma presença militar norte-americana forte no Indo-Pacífico e fortalecer o desenvolvimento tecnológico dos EUA. Estas posições agressivas foram reforçadas em entrevista do secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, ao programa 60 Minutes da CBS News, um patrimônio cultural estadunidense. (Leia mais aqui)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: