BRICS no governo Bolsonaro: a ideologia e a materialidade

Por Pedro Paulo Rezende

O potencial do BRICS, bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, sempre foi reconhecido pelo Ministério das Relações Exteriores brasileiro. Maior em potencial econômico que a União Europeia, com um banco de financiamento próprio e com três potências nucleares, o agrupamento poderá servir como alicerce para a construção de um mundo multipolar, mas a chegada de Jair Bolsonaro pode nos afastar de uma associação que nos traria grandes benefícios, inclusive no combate ao crime transnacional, graças ao uso de uma constelação de 43 satélites de sensoriamento remoto. (Leia mais aqui)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: